+ 55 [81] 3039 8210
  •       
  • Português
  • English

 

 

Nossa História

A história do Baobá – Fundo para a Equidade Racial começa com uma iniciativa da Fundação Kellogg, em sua estratégia de saída do Brasil. Em 2008, ela convidou um grupo de intelectuais e ativistas afro-brasileiros(as) atuantes na sociedade civil para uma conversa. O objetivo era discutir alternativas de longo prazo para a sustentabilidade político-financeira de organizações afro-brasileiras e seu trabalho pró-equidade racial. Tais diálogos apontaram a necessidade de se criar uma organização brasileira capaz de:

– mobilizar recursos;
– apoiar projetos;
– e auxiliar no fortalecimento das organizações da sociedade civil afro-brasileiras.

Assim, em 2011, surge o Baobá – Fundo para Equidade Racial, já com um grande desafio pela frente: constituir um Fundo Patrimonial, que deve ser usado para ações em prol da população negra brasileira.

E para ajudar a organização nesta missão, a Fundação Kellogg assumiu um compromisso: doar R$ 1,00 para cada R$ 1,00 captado para o investimento direto em programas ou R$ 2,00 para cada R$ 1,00 captado para investimento direto no Fundo Patrimonial, até o montante máximo de US$ 25 milhões.