Fundo Baobá divulga a lista de selecionados para Programa Já É: Educação para Equidade Racial

Hoje, 10 de dezembro, celebramos o Dia Internacional dos Direitos Humanos. Foi também em um dia 10 de dezembro, no ano de  1948, durante a assembleia da Organização das Nações Unidas (ONU), em Paris (França), que foi instituída a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Composta por 30 artigos, a Declaração Universal dos Direitos Humanos traz os direitos que todo ser humano tem ao nascer e ao longo de toda vida, entre eles, está a educação. No 26ª artigo diz que “Todo ser humano tem direito à educação”, e ainda reforça que “A educação será gratuita, pelo menos nos graus elementares e fundamentais”.

Acreditando na importância da educação para a promoção da justiça social, que o Fundo Baobá para Equidade Racial, com o apoio da Citi Foundation, lançou o Programa Já É: Educação para Equidade Racial.

Lançado no dia 10 de julho de 2020, para apoiar 100 jovens negros, residentes em bairros periféricos de São Paulo e outros municípios da região metropolitana, a acessarem o ensino de nível superior. O programa inclui não só os custos dos estudos em cursinho preparatório para o vestibular e as despesas com transporte e alimentação ao longo do programa.

Ele prevê também atividades voltadas para o enfrentamento dos efeitos psicossociais do racismo e para a ampliação das habilidades socioemocionais e vocacionais e ainda mentoria com profissionais de diferentes formações acadêmicas, experiências profissionais e de vida.

O Programa Já É, teve 245 pessoas inscritas, até o encerramento das inscrições no dia 9 de agosto de 2020. A segunda etapa de seleção do edital foi classificatória e aconteceu dentro do período de 05 de outubro a 10 de novembro. Foram convidados para a entrevista 211 candidatos, no qual 120 participaram da entrevista.

Hoje anunciamos as 100 pessoas selecionadas para participar do Programa Já É: Educação para Equidade Racial. Confira abaixo a lista em ordem alfabética:

1 – Alan David Vieira Hildebrando
2 – Aline Castro
3 – Ana Claudia Rocha de Souza
4 – Ana Júlia Melo de Lucas
5 – Ana Maria Silva Oliveira
6 – Ângela Ferreira da Silva
7 – Antonio Gustavo Ribeiro Da Silva
8 – Aretha Victoria Ramos dos Santos
9 – Barbara Oliveira Guimaraes dos Santos
10 – Beatriz Moreira Passos da Silva
11 – Beatriz Sampaio do Nascimento
12 – Bianca Paixao Silva
13 – Bruna Cypriano da Silva Pacheco
14 – Camila Carvalho Santos
15 – Carlos Eduardo de Castro Cerqueira
16 – Caroline Cristina Santos Gino
17 – Cherisch Dantas Invangelho
18 – Clarissa Beatriz Da Costa Bulling
19 – Eduardo Silva de Souza
20 – Emily Tauany Souza Andrade Pereira
21 – Erick dos Santos Rodrigues
22 – Fernanda Ferreira dos Santos
23 – Flavia Martins de Santana
24 – Gabriel Lima Viana Silva
25 – Gabriella Beltrão Martins Mota
26 – Gabrielly Maria Silva
27 – Geovana de Carvalho Teles de Amorim
28 – Geovanna da Silva Melo
29 – Giovanna Oliveira Correia da Silva
30 – Giovanna Vitória Dos Santos Xavier
31 – Gustavo de Jesus Oliveira
32 – Gustavo de Jesus Soares
33 – Ikaro Ricardo Sampaio Cruz Vieira
34 – Ione Vitor Mendes
35 – Isabella Alcantara dos Santos
36 – Isabella Amaro da Costa Oliveira
37 – Isaque Rodrigues de Oliveira
38 – Izabel dos Santos Neimeir
39 – Jaini Da Silva Macedo
40 – Jakeline Souza Lima
41 – Jefferson Luis Ramos do Nascimento
42 – Jessica Santos Paixão
43 – João Gabriel Ribeiro dos Santos
44 – João Pedro Araújo da Silva
45 – João Victor dos Santos Bezerra
46 – Joyce Cristina Nogueira
47 – Julia Camile Da Silva Santos
48 – Julia Firmino Gabriel
49 – Karine Lopes dos Santos
50 – Kerollyn Silva Alves
51 – Ketlen Leandra Carvalho
52 – Laiza Catarine Ferreira Diniz
53 – Larissa Araujo Aniceto
54 – Laryssa Lorrany Gonçalves de Oliveira/ Leonardo
55 – Laura Tatiana Alves Mendonça Prates
56 – Laysa Stefani de Almeida Brito
57 – Leandro Gomes de Oliveira
58 – Livia Ferreira Estanislau
59 – Luana Silva Santos
60 – Lucca Catherine Ferreira dos Santos
61 – Luiz Benedito Ferreira de Oliveira
62 – Luiz Fernando Muniz Oliveira
63 – Luiz Vinicius Reis Silva
64 – Luíza Firmino Gabriel
65 – Maria Eduarda Da Silva Souza
66 – Mateus Gomes dos Santos
67 – Maura Maria de Araujo Ramos
68 – Max Juan Oliveira Santos
69 – Mayara Maria Malta
70 – Maysa Silva Dias
71 – Melissa de Jesus Calixto Costa
72 – Micheli Karoline da Silva Santos
73 – Murilo Alves de Oliveira
74 – Naomi Brito
75 – Natália dos Anjos Oliveira
76 – Natalini Santos de Jesus
77 – Natan Conceição da Silva Santos
78 – Natanael Teodoro dos Santos
79 – Nayara Silva de Oliveira
80 – Nicholas Welington Crisologo Gonçalves
81 – Paulo Vicco
82 – Raphaela Dos Santos Moura
83 – Raquel Pinheiro De Carvalho
84 – Rayane Jesus Santos
85 – Rayanne Caetano da Silva
86 – Rhasna Neves Ferreira
87 – Rubianne Yasmini de Paula Araujo
88 – Tallita Soares de Andrade
89 – Taluma Gabriely Sousa Ferreira
90 – Taynara Silva Santos
91 – Thais Vieira Costa
92 – Thauany Christina Gabriel Aniceto
93 – Thereza Eliete Oliveira Ribeiro/ Breno Oliveira Ribeiro
94 – Vanessa da Silva Souza
95 – Victor dos Passos Moreira
96 – Vinicios Gabriel Salatiel
97 – Vinicius Ribeiro
98 – Vitoria de Jesus Damasceno
99 – Vitoria Nunes
100 – Wellington Marcelino

Parabéns a todas as pessoas selecionadas. O Fundo Baobá para Equidade Racial entrará em contato por e-mail com todos vocês. As aulas começam em março de 2021, mas em fevereiro haverá encontro virtual para orientações gerais. Também nesse mês acontece a assinatura do contrato de bolsa e benefícios.

As e os jovens selecionadas(os) pelo Programa JÁ É serão periodicamente avaliadas por profissionais especializados em relação ao seu desempenho e performance no processo preparatório para o vestibular e, além disso deverão frequentar as atividades obrigatórias e apresentar relatórios periódicos de progresso, seguindo as orientações e formulários disponibilizados pelo Fundo Baobá.

Caso haja desistência, as pessoas que estiverem na lista de espera serão convocadas. A convocação irá acontecer no início de março de 2021.

Confira a lista de espera em ordem de classificação

LISTA DE ESPERA EM ORDEM DE CLASSIFICACAO
1 – Alice Silva Gomes
2 – Anna Beatriz da Silva Garcia
3 – Caroline Vitória Rocha Dos Santos
4 – Kenya Cristina S. Pereira
5 – Karina Leal de Souza
6 – Joselaine Romão Soares
7 – Malcolm Da Silva Barreto
8 – Thiago Nery da Silva
9 – Thaís Lopes de Souza
10 – Thais Sousa Silva
11 – Luiz Felipe Motta da Silva
12 – Heloisa Cristina
13 – Marcos Agostinho da Silva Filho
14 – Ewerton de Jesus Lima
15 – Pietra Isabelle dos Reis

 

Selecionados para receber doações emergenciais de apoio à primeira infância no contexto da Covid-19

O Fundo Baobá Para a Equidade Racial divulgou no dia 25 de setembro, a lista de selecionados do edital de doações emergenciais de apoio à primeira infância no contexto da Covid-19.

A iniciativa do Fundo Baobá, em parceria com a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, a Porticus América Latina e a Imaginable Futures foi concebida para apoiar famílias com mulheres e adolescentes em estado de gravidez, mulheres em situação de parto recente, além de homens responsáveis ou corresponsáveis pelo cuidado de crianças de 0 a 6 anos no contexto da pandemia Covid-19.

Lançado no mês de julho, o edital teve mais de 200 pleiteantes entre os dias 6 de julho e 9 de agosto de 2020.  As inscrições vieram de vários estados do Brasil. Por regiões, o número de projetos contemplados é o seguinte: Nordeste – 24; Sudeste – 23; Norte – 4; Centro Oeste – 4; e Sul – 1.

Como o edital indicava, os critérios de seleção levaram em conta a coerência da proposta frente aos objetivos do edital, sua adequação e factibilidade frente às condições de vida e saúde e às singularidades dos sujeitos para os quais as ações seriam dirigidas  (por exemplo ações dirigidas a povos indígenas, quilombolas, migrantes ou refugiados, foram avaliadas em relação à sensibilidade cultural).

O processo de escolha também levou em consideração a adequação e factibilidade da proposta frente ao contexto de isolamento social imposto pela pandemia da COVID19 e buscou priorizar propostas voltadas para o apoio no campo da saúde, educação e assistência social à famílias que vivem em contextos de desigualdades sociais, violência urbana, violência intrafamiliar, desemprego, fome e outras adversidades agravadas no contexto da pandemia de COVID19.

O cruzamento desses critérios permitiu identificar 56 iniciativas que irão receber apoio no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais).  A divulgação dos vencedores, como previsto no edital, é feita 45 dias após o término do período de inscrições. Os valores serão depositados para os vencedores dentro de 10 dias úteis e a prestação de contas deve ocorrer em até 90 dias após recebimento da doação.

O Fundo Baobá convida todas as pessoas selecionadas para uma reunião virtual no dia 1º de outubro, via plataforma zoom. Mais detalhes serão enviados por e-mail.

Confira a lista completa:

Nome da Pessoa Proponente Área de Atuação Estado Cidade Bairro Comunidade ou Território
1 – Ágata Parentes Ferreira Educação DF Brasília Ceilândia Sol Nascente
2 – Alessandra Danielly Cruz Educação PE Orocó Zona Rural Território Quilombola Águas do Velho Chico
3 – Aline Brauna Dos Santos Saúde CE Paracuru Freixeiras
4 – Aline Cardoso Côrtes Saúde DF Brasília Ceilândia Sol Nascente
5 – Aline Pedro De Moura Assistência Social RN Macaíba Zona Rural Comunidade Quilombola de Capoeiras
6 – Amanda Cristina Queiroz De Moraes Educação PA Ananindeua Curuçambá
7 – Ana Elisa Barbosa De Andrade Melo Assistência Social PE Recife Ibura Comunidade do Candeeiro
8 – Anny Waleska Saldanha Torres Educação BA Feira de Santana Santo Antonio dos Prazeres Território X
9 – Aristanan Pinto Nery Da Silva Saúde BA Água Fria Distrito de Pataiba Pataiba
10 – Ayodele Floriano Silva Assistência Social SP Itirapina Nova Itirapina Nova Itirapina
11 – Beatriz Raquel Silva Souza Saúde RJ Armação dos Búzios Cem Braças e Capão Cem Braças e Capão
12 – Bruna Rafaelly Cavalcanti Da Cruz Educação MA Centro Novo do Maranhão Sede e Povoados
13 – Caena Rodrigues Conceição Saúde BA Salvador Bairros Periféricos Comunidades em situação de vulnerabilidade
14 – Camila Britto Da Silva Educação SP Arujá Parque Rodrigo Barreto, Jd Mirante
15 – Carla Hemanuela Bezerra Assistência Social CE Crato Pimenta Casa do Imigrante
16 – Caroline Dias Gomes Padilha Educação RJ Rio de Janeiro Penha Penha
17 – Christiane Teixeira Mendes Assistência Social MA São Luis Coroadinho Polo Coroadinho
18 – Claudia Arantes Da Silva Mathias Educação SP São Paulo Região Central Região Central de São Paulo
19 – Cora Carolina De Paula Souza Assistência Social SP São Paulo Parque de Taipas Quilombo da Parada
20 – Daiane Da Fonseca Pereira Assistência Social BA Feira de Santana Matinha Comunidade Quilombola Candeal II
21 – Deyse Andrade Oliveira Educação SP Santo André Borda do Campo e Grande Vila Luzita Borda do Campo e Grande Vila Luzita
22 – Domingos Lemos Silva Saúde BA Vitória da Conquista Zona Rural Comunidade Quilombola São Joaquim do Sertão
23 – Edaildes Aparecida Rocha Saúde SP São Paulo Rio Pequeno Comunidades do Rio Pequeno e de Embu das Artes.
24 – Elisene Lemes De Oliveira Santos Educação AM Manaus Jorge Teixeira Comunidade Santa Ines
25 – Ester Oliveira Bayerl Educação RJ Rio de Janeiro Jacarepaguá Cidade de Deus
26 – Fernanda De Sá Sampaio Educação SP São Paulo Jardim Sydney Comunidade do Cantagalo
27 – Fernanda Flávia Cockell Silva Assistência Social SP Santos Nova Cintra Território dos Morros
28 – Helena Maria Tenderini Ferreira Da Silva Saúde PE Tracunhaém Bairro Novo
29 – Heloisa  Ferreira Da Silva Assistência Social BA Salvador Engenho Velho de Brotas Brotas
30 – Itamara Luiza Da Silva Assistência Social RN Assu Conjunto São Cristóvão e Conjunto Irmã Lindalva Bairro Frutilândia e Comunidade Baviera
31 – Jacqueline Leite Serafim Assistência Social PE Olinda Rio Doce Comunidade Beira Mangue
32 – Jaqueline Barbosa Dos Santos Heldt Assistência Social SP Pompéia Bairros Periféricos
33 – Jonatas Aparecido Silva Educação SP Campinas Oziel, Campo Grande, Campo Belo e Ouro Verde. Regiões Sul e Sudoeste.
34 – Kelly De Souza Prado Saúde SP Francisco Morato
35 – Lara De Paula Eduardo Saúde SP Embu das Artes Itatuba Região de Itatuba
36 – Layla Daniele Pedreira De Carvalho Assistência Social BA São Francisco do Conde e Santo Amaro
37 – Leandro Vilas Verde Cunha Assistência Social BA Salvador e Lauro de Freitas Comunidade do Ilê Axé Odé Yeyê Ibomin
38 – Lela Queiroz Assistência Social BA Salvador
39 – Liliane Santos Pereira Silva Saúde AL Batalha Zona Rural Comunidade Quilombola do Cajá dos Negros
40 – Marcy Maria Ferreira Gomes Educação RJ Duque de Caxias Centenário Mangueirinha
41 – Maria Carolina Ortiz Whitaker Saúde BA Salvador Ilha de Maré Praia Grande
42 – Maria Das Dores Faustino Saúde MG Belo Horizonte e Betim
43 – Maria Lúcia Dos Santos Rodrigues Assistência Social PA Região Metropolitana de Belém Águas Lindas Comunidade Moara e Área Adjacente
44 – Marlise Silva Lemos Educação RS Porto Alegre Cavalhada Sul e Extremo/ Restinga/ Cavalhada
45 – Meire Pereira De Oliveira Assistência Social BA Salvador Federação Comunidade de São Lazaro
46 – Minéia Miranda Santos De Oliveira Assistência Social SP São Paulo Ermelino Matarazzo Vila Santa Inês e Vila Godoy
47 – Natália Sevilha Stofel Assistência Social SP São Carlos Cidade Aracy
48 – Patricia Maria Barros Thomas Saúde RJ Rio de Janeiro Rocinha
49 – Paulo Henrique Do Nascimento Saúde RN Assu João Paulo II Favela Parati 2000
50 – Priscila Costa Saúde SP São Paulo Jabaquara Favela Alba
51 – Roberta Fernandes De Souza – Beth Fernandes Saúde GO Goiânia Região Noroeste
52 – Samily Maria Moreira Silva E Silva Assistência Social PA Belém Icoaraci, Terra Firme e Cotijuba. IBAMCA e Africanos de Icoaraci
53 – Silvia Aparecida Do Carmo Rangel Educação SP Suzano Miguel Badra Urbana
54 – Thays Fernanda Da Silva Saúde PE Recife Prado/ Zumbi/Cordeiro e Madalena Sítio do Berardo, Rua da lama e Sítio do Cardoso
55 – Tobias Pereira Soares Filho Assistência Social DF Brasília Ceilândia Sol Nascente
56 – Viviane Zerlotini Da Silva Assistência Social MG Belo Horizonte Baronesa Ocupações urbanas da região de Izidora

 

Selecionados para a segunda etapa do processo seletivo do Programa Já É: Educação para Equidade Racial

Resultado Já É - Fundo Baobá para Equidade Racial

Lançado no dia 10 de julho, o edital teve 245 pessoas inscritas, até o encerramento das inscrições no dia 9 de agosto de 2020. O Programa Já é inclui uma bolsa de estudos em um cursinho preparatório para o vestibular, atividades voltadas para o enfrentamento dos efeitos psicossociais do racismo e para a ampliação das habilidades socioemocionais e acadêmicas, incluindo programa de mentoria. Além dos itens citados, as despesas de transporte e alimentação também serão custeadas ao longo do Programa, que deve ter duração de 12 meses a partir de março de 2021.

O Programa Já É: Educação para Equidade Racial, é para jovens de ambos os sexos, mas priorizam jovens de sexo masculino, jovens transsexuais, jovens mães, jovens que tenham cumprido medidas socioeducativas, e jovens que residem em bairros, territórios ou comunidades periféricas.

Como descrito no edital, a segunda etapa de seleção será classificatória e acontecerá no período de 05 de outubro a 10 de novembro (entrevista individual, realizada em ambiente virtual, por profissionais especializados). Todas as pessoas serão contactadas por e-mail para o agendamento das entrevistas individuais. Fiquem de olho em seus e-mails.

Confira as 211 pessoas selecionadas para próxima etapa do processo seletivo do programa.

Nome Completo Cidade/Município
1 – Adrian Silva de Jesus  São Paulo
2 – Agatha Endy Mendes do Rosario Taboão da Serra
3 – Alan David Vieira Hildebrando  São Paulo
4 – Alice Silva Gomes São Paulo
5 – Alline Castro Caieiras
6 – Ana Aparecida Rodrigues da Silva Osasco
7 – Ana Beatriz da Cruz Santos Souza  Taboão da Serra 
8 – Ana Claudia Rocha de Souza São Paulo
9 – Ana Júlia Melo de Lucas  São Paulo
10 – Ana Maria Silva Oliveira São Paulo
11 – Anderson Costa da Silva São Paulo
12 – Andressa Ferreira da Silva São Paulo
13 – Andressa Furtado da Silva  São Paulo
14 – Ângela Ferreira da Silva São Paulo
15 – Anna Beatriz da Silva Garcia São Paulo
16 – Antônio Gustavo Ribeiro da Silva São Paulo
17 – Any Elisa Peixoto Cirino dos Santos São Paulo
18 – Aretha Victoria Ramos dos Santos  São Paulo
19 – Ariane Pereira da Silva Juquitiba 
20 – Barbara Oliveira Guimaraes dos Santos São Paulo
21 – Barbara Thayna de Castro Barboza Silva São Paulo
22 – Beatriz Moreira Passos da Silva São Paulo
23 – Beatriz Oliveira Mendes Taboão da Serra
24 – Beatriz Pereira de Souza São Paulo
25 – Beatriz Sampaio do Nascimento São Caetano do Sul
26 – Bianca Braz de Lima Taboão da Serra
27 – Bianca Paixao Silva  São Paulo
28 – Bianca Silva Alves  São Paulo
29 – Breno Oliveira Ribeiro São Paulo
30 – Bruna Afonso de Oliveira  São Bernardo do Campo
31 – Bruna Cypriano da Silva Pacheco São Paulo
32 – Bruno Aparecido Justino Conceição São Paulo
33 – Camila Carvalho Santos São Paulo
34 – Carlos Eduardo de Castro Cerqueira  São Paulo
35 – Caroline Cristina Santos Gino São Paulo
36 – Caroline Vitória Rocha dos Santos São Paulo
37 – Celine Alves dos Santos  Embu das Artes 
38 – César Augusto da Silva Rocha São Paulo
39 – Cherisch Dantas Invangelho São Paulo
40 – Clarissa Beatriz Da Costa Bulling São Paulo
41 – Daniel da Rosa Tandu  São Paulo
42 – Deáwilla Oliveira de Souza São Paulo
43 – Eduardo Silva de Souza São Paulo
44 – Elen Felix dos Santos  São Paulo
45 – Eloí Gabriela Carvalho Mello Firmiano  São Paulo
46 – Emily Tauany Souza Andrade Pereira São Paulo
47 – Érica Martins Marques São Paulo
48 – Erick dos Santos Rodrigues São Paulo
49 – Eva Mayra Vulcão Dantas de Feitosa  São Paulo
50 – Ewerton de Jesus Lima São Paulo
51 – Exaucee Cathy Kalambay São Paulo
52 – Felipe Marinho de Jesus Souza São Paulo
53 – Felipe Marino de Souza São Paulo
54 – Fernanda Ferreira dos Santos São Paulo
55 – Flávia Martins de Santana São Paulo
56 – Flávio Luiz Ferreira Pedroso  São Paulo
57 – Gabriel Lima Viana Silva São Paulo
58 – Gabriel Tavares de Melo da Cruz  São Paulo
59 – Gabriela da Silva Santana  São Paulo
60 – Gabriela de Sousa Monteiro  Santo André
61 – Gabriella Beltrão Martins Motta  São Paulo
62 – Gabriella Santos Sampaio Silva São Paulo
63 – Gabrielly Maria Silva São Paulo
64 – Geovana de Carvalho Teles de Anorim São Paulo
65 – Geovanna da Silva Melo Osasco
66 – Giovana clemente da Silva São Paulo
67 – Giovanna Caroline Alves Ferreira  Embu das Artes 
68 – Giovanna Oliveira Correia da Silva Franco da Rocha
69 – Giovanna Vitória Dos Santos Xavier São Paulo
70 – Gizele Lucas  São Paulo
71 – Guilherme Augusto da Silva São Paulo
72 – Guilherme Dias da Silva  São Paulo
73 – Guilherme Henrique de Andrade Leme Diadema
74 – Gustavo de Jesus Oliveira São Paulo
75 – Gustavo de Jesus Soares São Paulo
76 – Gustavo Ferreira da Costa  São Paulo
77 – Gustavo Moraes da Silva  Diadema
78 – Heloísa Cristina Rosendo Cardoso São Paulo
79 – Heloísa de Sena Muniz Campos São Paulo
80 – Henrique Araújo de Oliveira  São Paulo
81 – Ikaro ricardo sampaio Cruz Vieira  Francisco Morato 
82 – Ione Vitor Mendes São Paulo
83 – Isabela Queiroz da Silva  São Paulo
84 – Isabella Alacantara dos Santos São Paulo
85 – Isabella Amaro da Costa Oliveira São Paulo
86 – Isaque Rodrigues de Oliveira São Paulo
87 – Izabel dos Santos Neimeir Osasco
88 – Jaini Da Silva Macedo  São Paulo
89 – Jakeline Souza Lima Itapevi
90 – Janaina Santana Silva  São Paulo
91 – Jaqueline Aparecida Becca São Paulo
92 – Jefferson Gervaes Barbosa São Paulo
93 – Jefferson Luis Ramos do Nascimento Barueri
94 – Jeniffer Vitor Rodrigues da silva  São Paulo
95 – Jenyfer Aparecida Nunes Ferreira São Paulo
96 – Jessica Santos Paixao  São Paulo
97 – João Gabriel Ribeiro dos Santos  São Paulo
98 – João Pedro Araújo da Silva  São Paulo
99 – João Victor dos Santos Bezerra São Paulo
100 – Joselaine Romão Soares Carapicuíba
101 – Joyce Cristina Nogueira São Paulo
102 – Juan Estelino do Nascimento Francisco Morato
103 – Júlia Amorim Souto Osasco 
104 – Julia Camile da Silva Santos São Paulo
105 – Julia Firmino Gabriel  Barueri 
106 – Julia Gomes Mauá 
107 – Juliana Daniela Barbosa São Paulo
108 – Juliana Martins Barbosa  Cotia
109 – Kairo Ilace Gonçalves Taboão da Serra
110 – Karina Leal de Souza São Paulo
111 – Karine Lopes dos Santos São Paulo
112 – Katheryn Firme de Souza  São Paulo
113 – Kathleen Cristina Furtado do Amaral  São Paulo
114 – Kauan Michael Soares Amancio São Paulo
115 – Kenya Cristina Santana Pereira  São Paulo
116 – Kerollyn Silva Alves  São Paulo
117 – Ketlen Leandra Carvalho São Paulo
118 – Lais Alexandra Urbano Xavier São Paulo
119 – Laiza Catarine Ferreira Diniz São Paulo
120 – Larissa Araujo Aniceto  São Paulo
121 – Larissa Bento da Silva São Paulo
122 – Larissa de Lima Gonçalves São Paulo
123 – Larissa Lima Ferreira São Paulo
124 – Larissa Vitória de Moura Jacinto  São Paulo
125 – Laryssa Lorrany Gonçalves de Oliveira Ferraz de Vasconcelos
126 – Laura Tatiana Alves Mendonça Prates São Paulo
127 – Laysa Stefani de Almeida Brito Diadema
128 – Lázaro Pereira Almeida  Ferraz de Vasconcelos
129 – Leandro Gomes de Oliveira  São Paulo
130 – Leticia Raquel Leme de Jesus São Paulo
131 – Leticia Santana Costa Taboão da Serra
132 – Livia Ferreira Estanislau São Paulo
133 – Luana Santana Moreira São Paulo
134 – Luana Silva Santos São Paulo
135 – Lucas Dantas dos Santos São Paulo
136 – Lucca Catherine Ferreira dos Santos São Paulo
137 – Luiz Benedito Ferreira de Oliveira Mogi das Cruzes
138 – Luiz Felipe Motta da Silva São Paulo
139 – Luiz Fernando Muniz Oliveira  São Paulo
140 – Luiz Leonardo Barbosa Junior Ribeirão Pires
141 – Luiz Vinicius Reis Silva São Paulo
142 – Luíza Firmino Gabriel Barueri
143 – Malcolm da Silva Barreto São Paulo
144 – Marcos Agostinho da Silva Filho Jandira
145 – Maria Eduarda da Silva Souza São Paulo
146 – Maria Taís Borges   São Paulo
147 – Mariana Soares Santos de Souza São Paulo
148 – Mateus Gomes dos Santos São Paulo
149 – Matheus Monteiro de Almeida Rodrigues dos Santos São Paulo
150 – Maura Maria de Araujo Ramos São Paulo
151 – Max Juan Oliveira Santos São Paulo
152 – Mayara Maria Malta São Paulo
153 – Mayza Silva Dias Carapicuíba
154 – Melissa de Jesus Calixto Costa São Paulo
155 – Micheli Karoline da Silva Santos  São Paulo
156 – Michelle Vitoria Ramos de Jesus São Paulo
157 – Murilo Alves de Oliveira São Paulo
158 – Namybia Ayara Oliveira Goes São Paulo
159 – Naomi Brito  São Paulo
160 – Naomi Rosa de Moraes Joaquim São Paulo
161 – Natália de Oliveira Costa São Paulo
162 – Natalia dos Anjos Oliveira  São Paulo
163 – Natalini santos de Jesus  São Paulo
164 – Natan Conceição da Silva Santos  São Paulo
165 – Natanael Teodoro dos Santos  São Paulo
166 – Nayara Silva de Oliveira Osasco 
167 – Nicholas Welington Crisologo Gonçalves São Paulo
168 – Nicoly Tomé de Freitas São Paulo
169 – Paulo dos Santos Sousa  São Paulo
170 – Paulo Vico Tavares de Oliveira Taboão da Serra
171 – Pedro Coriolano São Paulo
172 – Pedro Henrique Santos de Oliveira  São Paulo
173 – Pedro Lucas Sabino Marcello Mauá
174 – Pedro Pires Soares São Paulo
175 – Pietra Aparecida Ferreira de Oliveira  São Paulo
176 – Pietra Isabelle dos Reis  São Paulo
177 – Rafaela dos Santos  São Paulo
178 – Rafaela Gonsalez Campos São Paulo
179 – Raphaela dos Santos Moura  São Paulo
180 – Raquel Pinheiro de Carvalho São Paulo
181 – Rayane Jesus Santos Embu das Artes
182 – Rayanne Caetano da Silva São Paulo
183 – Rebeca Borges de Lima Silva São Paulo
184 – Rhasna Neves Ferreira  São Paulo
185 – Rubianne Yasmini de Paula Araujo São Paulo
186 – Samirat Silva Balogun Diadema
187 – Susana Joyce de Souza  São Paulo
188 – Tallita Soares de Andrade Diadema
189 – Taluma Gabriely Sousa Ferreira São Paulo
190 – Taynara Silva Santos São Paulo
191 – Thaina Pereira Souza São Paulo
192 – Thaís Lopes de Souza Embu das Artes
193 – Thais Santina Paulino Magalhaes  Santo André 
194 – Thais Sousa Silva São Paulo
195 – Thaís Vieira Costa São Paulo
196 – Thatyany Mayse Nunes de Jesus São Paulo
197 – Thauany Christina Gabriel Aniceto de Souza São Paulo
198 – Thiago Nery da Silva São Paulo
199 – Valdeir Elias Theodoro São Paulo
200 – Vanessa da Silva Souza  São Paulo
201 – Victor dos Passos Moreira Taboão da Serra
202 – Vinicios Gabriel Salatiel São Paulo
203 – Vinicius  Marques Carneiro Perus 
204 – Vinicius Ribeiro da Silva São Paulo
205 – Vinicius Rodrigues Muniz  São Paulo
206 – Vitória de Jesus Damasceno. Taboão da Serra 
207 – Vitoria Nunes Martins São Paulo
208 – Wellington Marcelino Piropo Jandira 
209 – Wendel Coelho de Aquino São Paulo
210 – Yakini Liberto Alves de Souza  São Paulo
211 – Yasmim Fernandes Marciano São Paulo

 

CONHEÇA A PRIMEIRA LISTA DE PROJETOS SELECIONADOS PELO EDITAL DE APOIO EMERGENCIAL CONTRA O CORONAVÍRUS

O Fundo Baobá para Equidade Racial recebeu mais de 600 solicitações de apoio a projetos de combate ao coronavírus em comunidades vulneráveis entre os dias 5 e 12 de abril de 2020. 

Neste período foram 228 requerimentos apresentados por organizações e 376 apresentados por indivíduos. 

Destes, foram selecionadas 60 propostas individuais e 40 de organizações , totalizando 100 iniciativas que receberão repasses de até R$ 2,5 mil. Os valores serão creditados em até cinco dias úteis contando a partir de hoje (17 de abril de 2020).   

Entre 13 e 16 de abril recebemos outras 234 propostas de indivíduos e 131 de organizações, que serão avaliadas ao longo da próxima semana.  Os novos selecionados devem ser anunciados no dia 30 de abril de 2020.

O total de projetos recebidos até agora superou nossas expectativas. Para dar conta de avaliar e acompanhar os projetos selecionados, suspenderemos temporariamente este edital. Sua reabertura será comunicada por meio de nossas redes sociais.

Confira as Iniciativas Selecionadas

Nome da Organização Proponente Cidade/Município Estado Onde as ações serão realizadas (cidade, bairro, comunidade / território)
1 – Aqcomaq- Associação Quilombola Comunitária De Lagoa Grande Feira De Santana Bahia Comunidade Quilombola De Lagoa Grande
2 – Arena Cultural Idalina Souza   Duque De Caxias Rio de Janeiro Bairro Figueira e Adjacências, Duque De Caxias
3 – As Caboclas Rio De Janeiro Rio de Janeiro Ocupação Bosque Dos Caboclos, Campo Grande, Zona Oeste, Rio De Janeiro
4 – Associação Afro Brasileira Quilombo Erê – Atabaque Jacobina Bahia Jacobina, Bairro Quilombola Bananeira
5 – Associação Amigos De Nossa Senhora Da Conceição Paulista Pernambuco Paulista, Loteamento Conceição, Comunidade Dos 3 Postes e Baixada Do Mangue
6 – Associação Beneficente São Martinho Rio De Janeiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro – Centro
7 – Associação Centro Social Estrela Dalva Ananindeua Pará Loteamento Cristo Redentor, Alameda São Paulo, N° 12 – Maguari
8 – Associação Cultural Maracrioula São Luís Maranhão São Luís, Bairro Liberdade
9 – Associação Da Cultura Hip Hop De Esteio Esteio Rio Grande Do Sul Cidade Esteio, Bairros São José, Primavera, Hípica, Vila Pedreira, São Sebastião
10 – Associação Das Comunidades Remanescentes De Quilombos Do Município De Oriximiná Oriximiná Pará Município De Oriximiná – Pará 1- Comunidades:  Cachoeira Porteira,  Abuí, Paraná Do Abuí, Santo Antônio Do Abuizinho, Tapagem, Sagrado Coração De Jesus, Mãe-Cué, Curuçá, Juquirizinho, Jamari, Juquiri Grande, Palhal, Nova Esperança, Último Quilombo, Moura, Boa Vista Trombetas, Mussurá, Bacabal, Aracuan De Cima, Aracuan Do Meio, Aracuan De Baixo, Serrinha, Terra Preta Ii, Jarauacá, Poço Fundo, Acapú, Varre Vento, Santa Rita, Boa Vista Cuminã, Água Fria, Ariramba, Jauari, Araçá, Espírito Santo, São Joaquim, Pancada
11 – Associação De Apoio As Meninas E Meninos Da Região Sé (Aacriança) São Paulo São Paulo Região central da cidade
12 – Associação De Moradores Do Alto Do Cabrito E Adjacência – Amaca Salvador Bahia Alto Do Cabrito, Subúrbio Ferroviário de Salvador
13 – Associação De Produtores Remanescentes Quilombolas De Volta Miúda – Caravelas/Ba Caravelas Bahia Município De Caravelas, Comunidade Quilombola de Volta Miúda
14 – Associação Dos Moradores E Produtores Ruais Da Comunidade Quilombola Santa Rita De Barreira São Miguel Do Guamá Pará Território Quilombola Santa Rita De Barreira, Zona Rural, Município De São Miguel Do Guamá
15 – Associação Dos Remanescentes De Quilombo De São Braz Santo Amaro Bahia Santo Amaro, São Braz, Comunidade Remanescente De Quilombo De São Braz/Território Quilombola
16 – Associação Dos Remanescentes Do Quilombo Dos Caetanos Em Capuan Caucaia CE Caucaia Ceará Caucaia, Capuan, Comunidade Quilombola Dos Caetanos, Território Jose De Alencar Metropolitano
17 – Associação Filantrópica Arte Salva Vidas Rio De Janeiro Rio de Janeiro Complexo Do Caju – Rio de Janeiro
18 – Associação Indígena Pariri Itaituba Pará Reserva Indígena Praia Do Índio e Reserva Indígena Praia Do Mangue, Itaituba
19 – Associação Médicos Do Mundo Sao Paulo São Paulo Região da Praça da Sé – São Paulo
20 – Associação Phábrika De Arthes Rio De Janeiro Rio Janeiro Fazenda Botafogo – Sub Bairro de Coelho Neto – Rio de Janeiro
21 – Associação Soenama Do Povo Indígena Paíter Suruí   Cacoal Rondônia  Aldeia Iratana
22 – AST-Agência Social De Talentos Rio De Janeiro Rio De Janeiro Em Bonsucesso, ao lado dos Complexos Do Alemão, Da Maré, De Manguinhos
23 – Centro De Ensino Superior De Agudos Agudos São Paulo Centro Oeste Paulista -Município de Agudos e Região (Lençóis Paulista, Bauru, Pederneiras, Piratininga, Macatuba, São Manoel)
24 – Centro De Orientação E Desenvolvimento De Luta Pela Vida João Pessoa Paraíba João Pessoa – área central, no entorno dos Mercados Públicos, Marquises Comerciais, Praças, Viadutos e Construções Abandonadas.
25 – Comissão Pastoral Da Terra Rio Branco Acre Seringal da Bacia Hidrográfica do Riozinho do Rola
26 – Comunema – Coletivo De Mulheres Negras “Maria-Maria” Altamira Pará Reassentamentos Urbanos Coletivos, Território Periférico Urbano E Rural
27 – Conselho Indígena De Roraima – CIR Boa Vista Roraima Comunidade Indígena Canauanim, Terra Indígena Canauanim, Município De Cantá
28 – Educap- Espaço Democrático De União,Convivência,Aprendizagem E Prevenção Rio De Janeiro Rio De Janeiro Compelxo do Alemão, Matinha/Canitar
29 – Fundação Dom José Brandão De Castro Poço Redondo Sergipe Poço Redondo, Sergipe
30 – Grupo Anjos Da Tia Stellinha Rio de Janeiro Rio de Janeiro Comunidade Dos Macacos, Vila Isabel, Rio De Janeiro
31 – Grupo Brasileiro De Promoção Da Cidadania Picos Piauí Picos – Piauí
32 – Grupo Mulher Maravilha Recife Pernambuco Bairro de Nova Descoberta
33 – Ile Axe Omorode Loni Oluaye Santo Amaro Da Purificação Bahia Santo Amaro Da Purificação – Bairros Do Pilar, Ilha Do Dendê, Derba, Sinimbú E Acupe. Assim Como Para Pessoas De Comunidades De Terreiro
34 – Instituto Anjos Da Noite Camocim Ceará Camocim Ceará
35 – Instituto Futsal Sem Drogas Várzea Grande Mato Grosso Cohab Cristo Rei – Parque Do Lago – Jaime Campos – Bairro Da Manga
36 – Instituto Inovação Sustentável São Paulo São Paulo São Paulo / Brasilândia / Zona Norte
37 – Ocip Ylê Axé De Iansã Araras São Paulo Assentamento Rural Araras 3
38 – Profec – Centro Ecumênico De Formação E Educação Comunitária Duque De Caxias Rio de Janeiro Bairros  Jardim Primavera, Campos Elíseos e Saracuruna
39 – Projeto Recriando Raízes Rio De Janeiro Rio de Janeiro Costa Barro –  Comunidades do Quitanda, Pedreira, Largatixa, Final Feliz, Chapadão e Terra Nostra
40 – Fundação Dom José Brandão de Castro  Poço Redondo, Sergipe  Poço Redondo Sergipe Poço Redondo, Sergipe
Nome da Pessoa Proponente Cidade/Município Estado Onde as ações serão realizadas (cidade, bairro, comunidade / território)
1 – Adinil Batista De Souza Cachoeira Bahia Comunidades Quilombolas do Município de Cachoeira
2 – Altamira Simões  – Santos De Sousa Salvador Bahia Salvador (Liberdade,  Pero Vaz,  Alto Do Cabrito,  Boiadeiro- Plataforma), Camaçari ( Barra De Pojuca)
3 – Ana Biatriz Santos De Souza Camaragibe Pernambuco Camaragibe- Timbi (Lixão, Enbolatanga e Maconhão), Bairro Novo (Rosa Selvagem, Aldeia De Baixo, Rachão)
4 – Ana Bispo Martins Dianópolis Tocantins Comunidade Quilombola de Lajeado, Zona Rural de Dianópolis
5 – Ana Cleide Ferreira Do Nascimento Teresina Piauí Comunidade Vila Nossa Sra. da Guia, Comunidade São Raimundo e Moradores de Rua do Grande Itararé
6 – Ana Paula Souza Da Silva Salvador Bahia Salvador
7 – Andreia Quintão Vasconcelos Duque De Caxias Rio De Janeiro Duque De Caxias – 1º Distrito
8 – Antonio Elisio Celestino Da Silva Fortaleza Ceará Grande Pirambu (Cristo Redentor e Barra Do Ceará)
9 – Christian Basilio Oliveira Duque De Caxias Rio De Janeiro Terceiro Distrito de Duque de Caxias – Imbariê
10 – Cleide Jane Figueiró De Araujo Duque De Caxias Rio de Janeiro  Vila Amélia / Duque de Caxias
11 – David Jefferson Tavares De Oliveira Jaboatão Dos Guararapes Pernambuco Jaboatão Dos Guararapes, Conjunto Muribeca, Muribeca e Adjacências
12 – Dayana Gusmao Da Silva Rio De Janeiro Rio de Janeiro Nova Holanda e Morro Do Timbau – Maré 
13 – Demison Ferreira Cardoso Ouriçangas Bahia Ouriçangas/Bahia
14 – Diácono Claudio Viana Gonçalves Itapipoca Ceará Bairros São Francisco, Cacimbas e Alto Alegre
15 – Edilene Americo Silva Brasília Distrito Federal Brasília, Samambaia e Estrutural
16 – Fabiana Da Silva Ferrinha Rio De Janeiro Rio de Janeiro Bonsucesso
17 – Fábio Da Mata De Sousa Belo Horizonte Minas Gerais  Belo Horizonte (Região Central da Capital, Região Hospitalar, Bairro Santa Efigênia, Regiões Periféricas do Bairro Venda Nova)
18 – Fabíola Maria De Oliveira Da Silva Rio De Janeiro Rio de Janeiro  Taquara; Bateau Mouche Praça Seca Jpa Cantagalo (Ipanema); Morro dos Macacos (Vila Isabel); Brisa no Recreio dos Bandeirantes; Localidades na Baixada Fluminense nas Cidades de Mesquita, Nova Iguaçu, Queimados e Belford Roxo.
19 – Fabrício Cabral Do Nascimento Feira De Santana Bahia Feira De Santana – Feira 10
20 – Fernanda Rodrigues Dos Santos Santa Maria Da Boa Vista Pernambuco  Comunidade Quilombola de Cupira, Município de Santa Maria da Boa Vista
21 – Flávio Gomes De Pontes João Pessoa Paraíba Comunidade São Rafael
22 – Flavio Santos Machado Salvador Bahia Itapuã, Alto Do Coqueirinho
23 – Francisco Ricardo Calixto De Souza Fortaleza Ceará Fortaleza, bairro – São Joao Do Tauape, Comunidades Lagamar e Maravilha
24 – Glenda Yamali Farias Alves São Paulo São Paulo Guarulhos, Vila Itapegica (Comunidades Portelinha E São Rafael)
25 – Jailes Pimentel Dos Reis Manaus Amazonas Zonas Leste, Norte e Periferia De Manaus
26 – Jéferson Da Silva Pereira Orocó Pernambuco Território Quilombola Águas Do Velho Chico, Zona Rural
27 – Jéssica Silva José Rio Das Ostras Rio de Janeiro Rio das Ostras, Cantagalo – Comunidade Andorinhas e Presidente Lula
28 – Joice Jane Teixeira São Paulo São Paulo Comunidade do Heliópolis
29 – Joyce Cristina Cursino De Abreu Belém Pará Bairro do Jurunas
30 – Juliana Alves Alexandre Niterói Rio de Janeiro Niterói, Vital Brazil (Morro Do Vital Brazil), Santa Rosa (Morro Do Souza Soares), Santa Rosa (Favela Do Viradouro) Atalaia (Morro Do Atalaia)
31 – Letícia Freitas Firmino Da Hora São Gonçalo Rio de Janeiro São Gonçalo,  Sacramento,  Parada São Jorge
32 – Lindinalva De Paula Pinto Salvador Bahia Santa Lúzia – Subúrbio, Mussurunga, Paripe Subúrbio, Cassaje, Boca Da Mata – Cidade Salvador
33 – Lorenço Ribeiro Filho Belém Pará Comunidade Quilombola De Itacoã, Municipio do Acará
34 – Luciéte Duarte Araujo Antônio Cardoso Bahia Comunidade Rural Remanescente de Quilombos Subaé
35 – Marcelle Decothé Da Silva Rio De Janeiro Rio de Janeiro Parada De Lucas/ Rio De Janeiro
36 – Marcelo Barros Meneses Fortaleza Ceará Centro da cidade de Fortaleza
37 – Marcos Antonio Francisco Mariano Rio De Janeiro Rio de Janeiro  Costa Barros – Comunidade do Fim do Mundo
38 – Maria Patricia Santana Oliveira Adustina Bahia Comunidade do Assentamento Caimã Ponta da Serra
39 – Mayara Micaela Alves Gomes Niterói Rio de Janeiro Comunidades e Ruas De Niterói
40 – Nelson Nunes Dos Santos Vitória Da Conquista Bahia Comunidades Quilombolas do Território de Vitória da Conquista
41 – Neusa De Jesus Rio Grande Da Serra São Paulo Bairros Periféricos
42 – Nilcimar Maria Silvestre Dos Santos Duque De Caxias Rio de Janeiro Duque De Caxias e demais Municípios da Baixada Fluminense
43 – Nzinga Cavalcante De Lima Dias Tracunhaém Pernambuco Comunidade: Complexo Prado – Assentamento Chico Mendes I E Ii, Belo Oriente – Cidade: Tracunhaém – Território: Zona Da Mata Norte De Pernambuco
44 – Ozeias De Almeida Santos Antonio Cardoso Bahia Comunidade Quilombola De Paus Altos
45 – Rafael Marques Geraldo São Paulo São Paulo Rio Pequeno, Comunidade São Remo / Butantã
46 – Rita De Cássia  Pantoja Cravo Belém Pará  Bairro Da Brasília – Outeiro, Ilha De Caratateua
47 – Rodrigo Menezes Coelho Salvador Bahia Nordeste de Amaralina/ Santa Cruz / Vale Das Pedrinhas
48 – Rodrigo Monteiro Dos Santos Nova Iguaçu Rio de Janeiro Bairro Corumbá
49 – Rosana Vieira De J. Oliveira Cruz Das Almas Bahia Loteamentos Miradouro E Bela Vista
50 – Rosenilda Pereira Da Silva Ivinhema Mato Grosso Do Sul Ivinhema
51 – Sabrina Prado Alves Osasco São Paulo Osasco (Jardim Conceição) e Mairiporã (Terra Preta)
52 – Saney Luzia De Souza Rio De Janeiro Rio de Janeiro Ocupação Bosque Dos Caboclos – Estrada Dos Caboclos, Campo Grande
53 – Silvana Do Amaral Veríssimo Piracicaba São Paulo  Bairros Pauliceia e  Vila Sônia
54 – Sintia Almeida Silva Ribeiro São Paulo São Paulo Jardim Apura, Pedreira, Dorotéia e Eldorado
55 – Tasciano Santos Silva Solari Salvador Bahia Salvador, Massaranduba, Comunidade Dos Alagados (Conder)
56 – Teodora De Souza Dourados Mato Grosso do Sul Aldeia Jaguapiru, Dourados
57 – Thais Zimbwe Rio De Janeiro Rio de Janeiro Pilares – Vila Da Penha – Belford Roxo – Seropédica
58 – Ubiraci Carlucio Dos Santos Salvador Bahia Bairro Federação – Comunidade Do Auto Da Bola
59 – Vívian Kristinny Campos Silveira Dias Gonçalves   Rio De Janeiro         Rio de Janeiro         Morro Do Borel, Comunidade Da Indiana        
60 – Zoraide Francisca Gomes (Cris dos Prazeres) Rio de Janeiro   Rio de Janeiro Morro dos Prazeres


Doações emergenciais

Ações comunitárias no contexto da pandemia do novo coronavirus

CAPÍTULO I – INTRODUÇÃO

Art 1º O presente documento tem por objetivo estabelecer regras e procedimentos para a realização de doações emergenciais.

Art 2º Para fins desta iniciativa do Fundo Baobá, considera-se doação emergencial a doação de recursos financeiros para organizações sem fins lucrativos ou pessoas físicas negras, comprometidas com a equidade racial e engajadas na promoção de ações para a proteção de pessoas e comunidades, que apresentarem propostas de ações de prevenção ao coronavírus realizadas junto à população residente em comunidades periféricas e outros territórios de vulnerabilidade; população em situação de rua; população privada de liberdade; idosos;  jovens em cumprimento de medidas socioeducativas; populações residentes em áreas remotas de todas as regiões do país, comunidades quilombolas, ribeirinhas, indígenas, ciganos, migrantes, refugiados, e outras comunidades tradicionais, nas florestas e ilhas, onde haja casos notificados,

Parágrafo único. A doação emergencial observará o limite máximo de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) por donatário.

CAPÍTULO II – PROCEDIMENTOS

Seção I – Pedidos de doação emergencial

Art. 3º Poderão pleitear doação emergencial:
I – organizações sem fins lucrativos.
II – Pessoas físicas comprometidas com a equidade racial que atuem junto a comunidades periféricas e outros territórios de vulnerabilidade, às populações em situação de rua ou residentes em áreas remotas de todas as regiões do país, como comunidades quilombolas, ribeirinhas, indígenas, pessoas privadas de liberdade, idosos, jovens em medidas socioeducativas, ciganos, migrantes, refugiados e outras comunidades tradicionais, nas florestas e ilhas, onde haja casos notificados, em fase de análise, ou casos confirmados de contaminação pelo coronavírus.

Art. 4º Todos os interessados devem preencher formulário eletrônico disponibilizado pelo Fundo Baobá, detalhando o estado, cidade, bairro(s) e comunidade(s) onde serão realizadas as ações, a necessidade que motiva o pedido (justificativa), os resultados esperados, as ações a serem realizadas e uma estimativa de custos (orçamento):

I – no caso de organizações sem fins lucrativos:
a) versão mais recente do Estatuto Social, devidamente registrada em cartório;
b)ata de eleição da diretoria, devidamente registrada em cartório;
c) comprovante de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica

II – no caso de pessoas físicas:
a) cédula de identidade;
b) CPF;
c) comprovante de residência; 
d) minibiografia com foto;

Seção II – Análise dos pedidos

Art. 5º A Diretoria do Fundo Baobá deverá pautar sua decisão pelos seguintes critérios:

II – relevância da proposta;
III – histórico de atuação junto às populações priorizadas neste chamada

1º Um mesmo interessado não poderá ser contemplado com mais de uma doação emergencial por ano.
2º Não será contemplado a organização ou pessoa física que, atualmente, recebe apoio do Fundo Baobá.
3º Serão priorizadas ações a serem realizadas em localidades com maior número de casos confirmados do novo coronavírus.

Art. 6º Os pedidos de doação emergencial serão decididos pela Diretoria do Fundo Baobá.

1º Os pedidos de doação que não atendam ao disposto nos artigos 4º e 5º deste documento serão indeferidos, de plano, pela Diretoria do Baobá.
2º Caso os pedidos tenham sido devidamente apresentados a Diretoria do Baobá fará a deliberação.
3º O Fundo Baobá irá entrar em contato, por e-mail, apenas com as organizações e pessoas físicas negras cujas solicitações de doação emergencial forem aprovadas.
4º As solicitações serão avaliadas em até 7 (sete) dias úteis, e, havendo aprovação, os recursos serão creditados em até 5 (cinco) dias úteis.
5º A doação emergencial estará sujeita ao aceite dos termos e regras previstos no Formulário de Requerimento.

CAPÍTULO III – Disposições finais

Art. 7º Lacunas ou controvérsias relacionadas a este documento serão solucionadas pela Diretoria do Baobá.

Art. 8º Este documento entrará em vigor na data de Aprovação pelo Conselho Deliberativo.

Perguntas Mais Frequentes

DOAÇÕES EMERGENCIAIS NO CONTEXTO DA PANDEMIA DA COVID-19

1 – Como faço para me inscrever?
Basta preencher um dos dois formulários que se encontram no site do Fundo Baobá: para organizações e para indivíduos.

2 – Somos um coletivo, ou seja,  não temos documentos – devemos nos inscrever como organização ou como pessoa física?
Você deve fazer a inscrição como pessoa física usando este formulário aqui.

3 – Eu não tenho site – como fazer?
Site, Facebook, Instagram e demais informações que não estiverem assinaladas com asterisco (*) não são obrigatórias. Você pode enviar o formulário sem elas.

4 – Atuamos há menos de dois anos e vocês pedem exemplos de atuação nos últimos dois anos. Isso nos prejudicará na seleção?
Não fará diferença desde que sua organização, nestes dois anos de atuação, tenha realizado ações em defesa dos direitos humano e enfrentamento ao racismo e se, prioritariamente, tiverem atuado com comunidades periféricas, população em situação de rua e em áreas remotas, como comunidades quilombolas, ribeirinhas e outras comunidades tradicionais, nas florestas e ilhas.

5 – Nós acabamos de nos organizar por causa do coronavírus e não temos exemplos de atuação. Isso nos prejudicará?
Se entre vocês houver  lideranças que já tenham experiência em ações comunitárias em defesa dos direitos humanos e luta contra o racismo ou educação e promoção à saúde,  estas pessoas poderão se inscrever no edital de pessoa física, que se encontra aqui.

6 – Tenho medo de me comprometer com resultados esperados porque tudo é muito incerto.  Serei cobrado deles?
O ideal é que você proponha ações cujos resultados são mais viáveis de serem alcançados. 

7 – O que acontece se não conseguirmos cumprir o prazo de 45 dias para envio do relatório, uma vez que estaremos envolvidos com a execução das ações?
O relatório será algo simples. Não prestar contas pode lhes impedir de acessar outras doações feitas pelo Fundo Baobá. 

8 – Não consigo fazer o upload dos meus documentos. Como devo fazer?
O formulário só permite anexar um arquivo, ou seja, é necessário salvar tudo num único arquivo e este não pode ter mais que 16 MB.

9 –  Eu pedi recursos para outras fontes mas ainda não recebi e não sei se fui selecionado para receber.  Devo declarar esse pedido? 
É importante para o Fundo Baobá entender os movimentos que estão sendo feitos em busca de apoio. Se puder dizer para quem pediu e quanto pediu, será muito interessante. Se ainda não está certo, basta colocar esta observação. 

10 – Estou recebendo doações na forma de alimentos e produtos de limpeza – devo declarar como recurso recebido?
Sim. 

11 – Eu / minha organização já recebo/recebemos apoio do Fundo Baobá. Somos elegíveis para este edital?
Não são elegíveis apenas as pessoas e organizações que estão com apoio do Fundo Baobá neste momento.

12 – O edital fala que  serão priorizadas ações a serem realizadas em localidades com maior número de casos confirmados do novo coronavírus mas existe subnotificação porque faltam testes. Minha comunidade não tem nenhum caso confirmado, mas sabemos de muitas pessoas doentes. Isso prejudicará a avaliação do meu pedido?
Não prejudica mas é importante que, neste caso, você destaque a situação de saúde das pessoas de sua comunidade  ou aquilo que as está movendo para garantir que menos casos existam. As ações de prevenção são muito importantes para o Fundo Baobá. Não queremos mais pessoas infectadas. 

13 – Vocês dizem que procurarão os selecionados. E os que não forem selecionados? Como fico sabendo que meu pedido não foi aceito?
Neste momento de emergência, não conseguiremos entrar em contato com todos. Vamos procurar apenas aqueles que forem selecionados.  Uma vez por semana publicaremos a lista de quem foi selecionado em nosso site, avisando sobre a publicação em nossas redes sociais.  Basta nos seguir: 

Instagram: @FundoBaoba
Facebook:​ ​https://m.facebook.com/fundobaoba 
Twitter:​ @fundobaoba

14. Posso inscrever mais de um projeto?
Um mesmo interessado não poderá ser contemplado com mais de uma doação emergencial por ano.

15. A entidade precisa estar regular?  
Sim, idealmente. 

16. A conta de depósito precisa estar zerada? 
No caso do apoio emergencial, não. 

17. O depósito pode ser feito na conta do responsável legal? 
Se a inscrição for feita em nome da instituição, a conta precisa ser da pessoa jurídica.  

18. No caso de pessoa física, o comprovante de residência precisa estar no nome da pessoa ou pode ser em nome de outro morador da residência? 
Não precisa ser em nome do proponente.  

19. Existe alguma restrição ao emprego do recurso? Pode ser investido em imobilizado?
O ideal é que não, mas depende da relevância dessa aquisição para a ação de prevenção ao coronavírus.

20. A proposta inicial pode sofrer alteração durante a execução, desde que seja mantido o valor original, ou terei problema com a prestação de contas? 
Pode ser ajustada, mas o ideal é não se afastar muito da idéia original. 

21. No caso de utilizar o recurso para fornecer uma bolsa para cada família ou jovem, a comprovação poderá ser feita através de recibo?  
Sim. 

22. Se a comunidade não for regular, a pessoa responsável pode receber e executar pela comunidade? 
Sim. 

23. A bolsa auxílio do governo é considerada uma doação emergencial para as pessoas físicas?
Não. 

24. Nao tenho conta corrente, só conta poupança: posso usar essa via se me inscrever no edital individual e for selecionado?
Sim.

25. Pode ter mais de um proponente da mesma comunidade?
Sim.

26. Não consigo juntar todos os documentos em um único PDF, como o formulário. Como faço?
Você pode fotografar os documentos e transformar as fotos em PDF, juntando tudo em um único documento, com alguns aplicativos como o CamScanner, disponível para Android e iOS. Neste link você encontra um tutorial no YouTube e neste link tem uma matéria sobre o app.

EDITAL PARA APOIAR PESSOAS E COMUNIDADES NO COMBATE AO CORONAVÍRUS

A pandemia do coronavírus ameaça principalmente os negros.  Dados demográficos do Brasil comprovam que a maioria das pessoas mais expostas e com maior risco de contaminação é negra. Índices de doenças que favorecem uma evolução mais grave da COVID-19, como hipertensão e diabetes, são mais elevados entre os negros. Nem mesmo a informação chega da mesma forma igual à população negra. Juntos, estes fatores colocam os negros entre os que estão em maior risco de contaminação pelo coronavírus.

É por isso que o Fundo Baobá para Equidade Racial – primeiro e único fundo filantrópico que mobiliza pessoas e recursos, no Brasil e no exterior, para o apoio exclusivo a projetos e ações de promoção da equidade racial para a população negra no Brasil – lançou um edital para apoiar projetos de pessoas e organizações comprometidas com a equidade racial e que estejam ajudando comunidades no combate ao coronavírus.  

A transferência de recursos para quem está na ponta lutando contra a disseminação do vírus é também uma ação de fortalecimento da resiliência das comunidades, dessas lideranças e organizações.

O edital visa selecionar propostas de ações de prevenção ao coronavírus realizadas junto às comunidades periféricas e outros territórios de vulnerabilidade, às populações em situação de rua, populações privadas de liberdade, jovens que cumprem medidas socioeducativas e idosos, residentes em áreas remotas de todas as regiões do país, como comunidades quilombolas, ribeirinhas, indígenas, ciganos, migrantes, refugiados e outras comunidades tradicionais, nas florestas e ilhas onde haja casos notificados, em fase de análise, ou casos confirmados de contaminação pelo coronavírus. 

As organizações sem fins lucrativos ou as pessoas físicas beneficiadas devem ser comprometidas com a equidade racial e engajadas na promoção de ações  nas periferias das grandes cidades, favelas, áreas remotas e outros territórios de vulnerabilidade socioeconômica. Os interessados devem detalhar a comunidade a ser beneficiada, a necessidade que motiva o pedido, os resultados esperados, as ações a serem realizadas e uma estimativa de orçamento.  

As solicitações são avaliadas em até 7 (sete) dias úteis e os recursos são creditados em até 5 (cinco) dias úteis quando disponíveis.  O limite para a transferência de recursos é de R$ 2,5 mil por projeto. 

Clique aqui preencher o formulário para organizações e conferir o edital.

Clique aqui para preencher o formulário para indivíduos e conferir o edital.

Em caso de dúvida, consulte aqui as perguntas mais frequentes. Para doar para fortalecer esta iniciativa, clique aqui.

Troca de experiências sobre meninas e mulheres nas Ciências

Projeto promove encontro entre estudantes do ensino médio e pesquisadoras para discutir a participação das mulheres em carreiras nas Ciências.

Investiga Menina, projeto financiado pelo Fundo Baobá, por meio do Edital Negras Potências, promoveu, em 15 de março, um encontro presencial entre as estudantes do ensino médio e pesquisadoras negras. Essa é a 4ª edição do projeto, que acontece na cidade de Goiânia (Goiás) e impacta diretamente, 150 alunas/os do Colégio Estadual Solon Amaral.

Clarissa Alves Bernardes, 17 anos, relata que o  projeto Investiga Menina trouxe para ela uma nova perspectiva para encarar a realidade. “Com as aulas ministradas e as conversas que tivemos, consegui me encontrar como uma mulher que sonha produzir Ciências. Com a ajuda do Investiga Menina, mantenho esse sonho vivo dentro de mim. Antes de ser apresentada ao projeto, confesso que estava confusa quanto ao meu futuro, entretanto após o projeto posso afirmar, com toda certeza, que a carreira científica é o que quero para mim”.

As beneficiárias do Investiga Menina são jovens como Clarissa, estudantes do ensino médio e também integrantes e participantes do Grupo de Mulheres Negras Dandara no Cerrado.

O projeto existe desde 2016, está na 4ª edição e com o apoio do Negras Potências vai até o mês de agosto de 2019. A iniciativa é da professora de química, Anna Maria Canavarro Benite, vinculada a Universidade Federal de Goiás (UFG), doutora em Ciências pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e presidenta da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN).
Segundo Anna Maria não se discute a produção de mulheres em sala de aula, muito menos as influências dessas produções para a sociedade. E, quando o recorte é racial, não se tem notícias em currículo oficial ou material didático, sobre qualquer mulher negra brasileira cuja contribuição seja celebrada no mundo acadêmico.

O projeto surge da parceria entre o Laboratório de Pesquisa em Educação Química e Inclusão – LPEQI-UFG e o Grupo de Mulheres Negras Dandara no Cerrado, e atua na aproximação entre as  estudantes e as práticas científicas por meio de ações direcionadas em laboratórios de química. O projeto visibiliza as práticas, as pesquisas e as histórias de vida realizando entrevistas com as cientistas brasileiras, possibilitando que elas visitem a escola parceira, destacando as suas contribuições e inspirando estudantes do ensino médio a seguirem as carreiras das exatas e científicas.

O apoio ao projeto, liderado pela professora de química, está ancorado na missão estratégica do Fundo Baobá para equidade racial, na medida em que o direito à educação de qualidade é um dos eixos estratégicos de atuação do Fundo. O investimento no projeto Investiga Menina se dá por meio do edital Negras Potências. O investimento do Fundo Baobá em educação está alinhado com o Programa de Ação da Conferência Mundial de Combate ao Racismo, Discriminação Racial e Intolerâncias Correlatas (2001) que reitera a importância do reconhecimento das contribuições culturais, econômicas, políticas e científicas feitas por africanos e afrodescendentes e com a Agenda Global de Desenvolvimento Sustentável onde, em 2015, os países se comprometeram a alcançar uma série de metas, entre elas, assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos e todas.

Saiba mais:
Dia 28 de abril é comemorado o Dia Internacional da Educação, essa data foi escolhida, pois foi exatamente nesse dia que terminava o Fórum Mundial de Educação, realizado em Dakar, no Senegal, no ano 2000. A data é lembrada como uma oportunidade de reflexão entre educadores, alunos e pais sobre a qualidade de ensino oferecido e a importância dos valores educacionais para a formação de crianças, adolescentes e adultos.

Os países que compõem a Organização das Nações Unidas (ONU) definiram, em 2015,  uma agenda de desenvolvimento sustentável composta por 17 objetivos, conhecidos como Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS), que devem ser implementados por todos os países do mundo até 2030. Para a conexão entre ciência e mulheres destacamos os: o ODS 4 Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos, em especial a meta 4.5 eliminar as disparidades de gênero na educação e garantir a igualdade de acesso a todos os níveis de educação e formação profissional para os mais vulneráveis, incluindo as pessoas com deficiência, povos indígenas e as crianças em situação de vulnerabilidade e o ODS 5 Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas, na meta  5.b Aumentar o uso de tecnologias de base, em particular as tecnologias de informação e comunicação, para promover o empoderamento das mulheres.


Imagem: Alunas/os do Colégio Estadual Solon Amaral

Calendário do Programa de Aceleração do Desenvolvimento de Lideranças Femininas Negras: Marielle Franco

Investir na promoção da equidade racial, por meio de aportes financeiros em iniciativas individuais ou coletivas direcionadas exclusivamente para a população negra é a missão do Fundo Baobá e dialoga com os esforços na luta contra o racismo e pela eliminação da discriminação racial.

O Fundo Baobá acredita que, com mais estrutura, investimentos e oportunidades, as mulheres negras líderes que atuam em diversos campos poderão:

  • acessar espaços de poder (simbólico e material);
  • mobilizar mais pessoas para a luta contra o racismo, por equidade racial e justiça social; e
  • transformar o mundo a partir de suas experiências.

Juntando esforços para investir nessas potências, o Instituto Ibirapitanga, Ford Foundation e Open Society Foundation, doaram juntos U$ 3 milhões ao Fundo Baobá, que lançará o Programa de Aceleração do Desenvolvimento de Lideranças Femininas Negras: Marielle Franco. A maior parte do recurso, cerca de R$10 milhões, será aplicada no apoio direto às organizações, grupos, coletivos e lideranças femininas negras.

Editais

Programa de Aceleração do Desenvolvimento de Liderança Femininas Negras: Marielle Franco, com vigência de 2019 a 2024, tem como foco ampliar e consolidar a participação de lideranças femininas negras em posições de poder e influência por meio do investimento em formação política e técnica, fortalecer organizações, grupos e coletivos de mulheres negras e, ao mesmo tempo, fazer um tributo à trajetória e à vida de Marielle Franco, brutalmente assassinada aos 14 dias de março de 2018.

O programa começa com o lançamento de dois editais. No primeiro, “Programa de Aceleração do Desenvolvimento de Lideranças Femininas Negras”, aproximadamente 60 mulheres negras terão seu desenvolvimento acelerado, por meio da oferta das ferramentas essenciais para que elas, que já são lideranças em diversos campos de atuação, possam acessar espaços de poder – simbólico e material, transformando o mundo a partir de suas experiências, por justiça e equidade social e racial.
Já no edital “Fortalecimento de capacidades de organizações, grupos e coletivos de mulheres negras”. cerca de 10 organizações da sociedade civil, grupos e coletivos de mulheres negras também poderão ser apoiadas.

Lançamento

Os editais serão lançados em 03 de setembro de 2019. A seleção e divulgação das propostas escolhidas acontecerá até novembro de 2019. Veja o novo cronograma abaixo e assine nossa newsletter para ver todas as novidades! 

Para saber mais

O Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em memória ao Massacre de Shaperville, que ocorreu na mesma data em 1960, na África do Sul.

Edital: A Cidade Que Queremos

O Fundo Baobá em parceria com a Fundação OAK, está lançando o edital:
A Cidade Que Queremos.

A chamada para a apresentação de projetos está direcionada para grupos e organizações Pró Equidade Racial com projetos que visem fomentar e desenvolver cidades mais inclusivas e justas para todas e todos.

O edital é exclusivo para as regiões metropolitanas do Nordeste Brasileiro (Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe) e em especial para a cidade do Recife e região metropolitana (Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista, Igarassu, Abreu e Lima, Camaragibe, Cabo de Santo Agostinho, Goiana, São Lourenço da Mata, Araçoiaba, Ilha de Itamaracá, Ipojuca, Moreno e Itapissuma).

A chamada tem como objetivo: Apoiar organizações pequenas e médias da sociedade civil (OSCs) afro-brasileiras que desenvolvem e  implementem iniciativas inspiradoras voltadas para a participação cidadã, estimulando discussões e atividades na perspectiva do Direito à Cidade, com intuito de reduzir as práticas do Racismo Estrutural e Institucional.

As Temáticas são: Educação, Meio Ambiente, Segurança, Lazer e Cultura, Trabalho, Transporte, Habitação, Saúde e Serviços.

Para conhecer mais detalhes e submeter o seu projeto, acesse: https://prosas.com.br/editais/3780 

Veja o resultado Edital “Cultura Negra em Foco”, parceria do Fundo Baobá com a Coca-Cola Brasil!

Edital “Cultura Negra em Foco” recebeu 900 propostas entre os mais variados temas.

 

Lançado em janeiro deste ano, o Edital “Cultura Negra em Foco” teve como objetivo selecionar organizações com ou sem fins lucrativos que desenvolvam projetos inovadores na divulgação da cultura e da identidade negras no Brasil.

Ao todo serão destinados R$ 400 mil a dez iniciativas escolhidas pela Comissão de Seleção, formada por representantes indicados pela Coca-Cola Brasil e pelo Fundo Baobá, com base em critérios como: capacidade de promover a cultura e a identidade negra, a presença de afrodescendentes na coordenação e no desenvolvimento dos projetos, o alcance do impacto dos recursos, inovação e sustentabilidade.

O tema que mais recebeu proposta foi Audiovisual. Já os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia foram os que tiveram o maior número de propostas inscritas.

As organizações selecionadas no Edital “Cultura Negra em Foco” foram:

 

Associação Artística Nóis de Teatro – CE

Associação Burlantins – MG

Associação Comunitária Assentamento Gurugi II – PB

Associação Move Cultura – MG

Casa Preta – PA

Crespinhos S.A.– RJ

Bantu Cultural – SP

Black Brazil Art – RS

Fazendo Milagres Cineclube – PE

Kbra Produções Artísticas – RJ

 

Parabéns! O Fundo Baobá entrará em contato com as organizações.

Ao longo do mês de julho falaremos sobre cada projeto para que todos e todas possam conhecer um pouco mais cada iniciativa.

E fiquem de olho nas notícias de nosso site e em nossas redes sociais.

Adiamento do resultado do edital

O Fundo Baobá e a Coca-Cola Brasil agradecem a todos e a todas que demonstraram interesse e enviaram propostas ao edital “Cultura Negra em Foco”.

A chamada foi um enorme sucesso que resultou no recebimento de mais de 900 propostas. Como prezamos por um processo seletivo rigoroso, precisaremos dedicar um tempo maior do que o previsto para a análise do conjunto de propostas recebidas.

Diante disso, o resultado do processo seletivo será adiado para o dia 30 de junho de 2016. As organizações selecionadas serão contatadas por e-mail ou telefone e seus nomes serão divulgados nas mídias sociais do Fundo Baobá.